O projeto "Natal 2014" vem ganhando força pelo país e pelo mundo. Nos últimos dias, várias notícias sobre a candidatura natalense a ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014 foram destaques em importantes veículos de comunicação como o Jornal O Globo e o portal de notícias Portugal Digital. O site lusitano ressalta o alto potencial de geração de receitas do projeto da ordem de R$ 5,4 bilhões, calculado pelo consórcio de empresas responsável pela solução financeira para viabilização e operação do complexo a ser construído.

A empresa Lusoarenas lidera o consórcio acompanhado pela francesa Bouygues e pelas brasileiras Valora e Serveng-Civilsan (esta última é acionista da CCR - Companhia de Concessões Rodoviárias, onde a portuguesa Brisa também está presente). O projeto "permitirá construir um moderno estádio de futebol, adequado a sediar jogos do Mundial de 2014, e ainda reestruturar, reabilitar e requalificar uma área localizada em um ponto central da cidade de Natal", diz o consórcio em comunicado.

O agrupamento de empresas apresenta no seu conjunto um faturamento anual superior a US$ 45 bilhões. O projeto de arquitetura será executado pela HOK SVE de Inglaterra, responsável, dentre outros, pelos estádios de Wembley e Emirates (Arsenal) na Inglaterra e Olímpico de Sidney na Austrália. A HOK trabalhará em conjunto com o escritório brasileiro Coutinho, Diegues e Cordeiro Arquitetos.

Por sua vez o jornalista Anselmo Góis, em sua coluna diária do jornal O Globo, esta semana apontou o Rio Grande do Norte como um dos Estados do País com maior potencial para o evento com duas notas que republicamos na íntegra:

Sobe na Copa 2014 - Nas andanças da equipe da Fifa pelo país, uma cidade atropelou as concorrentes e aumentou as chances de se tornar sede da Copa de 2014: Natal. O Nordeste seria a vitrine, com quatro sedes (Recife, Salvador e Fortaleza já estão certas).

Desce na Copa 2014 - Natal está desbancando Florianópolis (no inverno, época da Copa, a cidade perde muito da atração turística), Goiânia (não tem hotéis e é muito perto de Brasília) e Rio Branco (Manaus será a sede amazônica).

PROJETO OUSADO - A capital do Rio Grande do Norte está apostando num arrojado projeto de arena para ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Detalhes do projeto do novo estádio foram apresentados no último dia 6 de fevereiro pelos membros do Comitê Natal 2014, à comitiva da Fifa e da CBF que veio a Natal para uma visita de avaliação.

O projeto, chamado de Complexo do Estádio das Dunas, será realizado através de uma parceira público-privada (PPP) com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte e prevê a completa reurbanização do local onde atualmente está localizado o Machadão e o Centro Administrativo, com a implantação da nova arena para os jogos e de um complexo formado por uma arena multiuso, hotéis, teatro, estacionamento para seis mil veículos, prédios comerciais e um shopping center, além dos Centros Administrativos do Estado e do Município.

Orçado em R$ 300 milhões, o "Estádio das Dunas" terá capacidade para 45 mil torcedores e atende a todas as normas de segurança, acessibilidade, localização e infra-estrutura necessárias para sediar eventos de porte internacional, como é o caso da Copa do Mundo de Futebol. O novo estádio será construído numa área de 45 hectares onde também será implantado o complexo comercial e os novos Centros Administrativos.

O secretário estadual de Turismo, Fernando Fernandes, que também preside o Comitê Natal 2014, explica que o Governo do Estado contratou duas empresas de nível internacional, a Prime, para dar suporte na montagem da nova arena e para elaborar o estudo de viabilidade econômica do projeto e a HOK SVE, atendendo a uma sugestão da Fifa, de contratar empresas especializadas.


RNIMOVEIS
OI - 84-98947-1265 TIM - 84-99655-7141 CLARO - 84-99405-8484

Notícias