A construção da nova ponte sobre o rio Potengi, obra prevista para ser concluída em julho, está exigindo que o poder público faça uma intervenção no sistema viário da Zona Norte para proporcionar melhores condições de mobilidade para a futura demanda de tráfego. Projeto nesse sentido, elaborado pelo Governo do Estado e Prefeitura de Natal, já está sendo analisado pelo Ministério das Cidades, que tem uma linha específica de financiamento para obras dessa natureza - o Pro-Transporte. 

Hoje pela manhã, a governadora Wilma de Faria se reuniu com representantes do Ministério da Cidade, CBTU e Prefeitura de Natal para realizar avaliação conjunta do projeto, orçado em R$ 64 milhões, que prevê a duplicação e readequação de corredores de trânsito, construção de viadutos e passarelas sobre a linha férrea, melhoramento de estações de trem, abrigos de ônibus e do sistema de integração do transporte coletivo e ferroviário.

“É uma obra estruturante que vai ajudar no crescimento econômico da Grande Natal, é uma obra fantástica para Natal”, afirmou a governadora Wilma de Faria. Segundo ela, esse tipo de intervenção vai complementar a obra da ponte Forte-Redinha e a demanda que surgirá com a construção do aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

O secretário nacional de Transportes e Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, José Carlos Xavier, reconheceu a importância da obra e anunciou, para o início da próxima semana, uma reunião técnica para ajustes do projeto. “Faremos tudo para a aprovação do projeto”, disse. Para o diretor de Planejamento Expansão e Marketing da CBTU, Raul Simões, a integração entre os sistemas rodoviário e ferroviário, contemplada no projeto, “parece uma atitude sensata e inteligente, que pode fazer com que Natal assuma uma posição de liderança no país”.

O prefeito Carlos Eduardo enfatizou a necessidade da intervenção no sistema viário da Zona Norte, a única região da capital que ainda tem espaço físico para se expandir e que detém uma população maior do que a do segundo maior município do Rio Grande do Norte, Mossoró.

O projeto prevê a duplicação das avenidas Moema Tinoco, Tocantinea e Rio Doce; melhoramento nas avenidas João Medeiros Filho e Tomás Landim; implantação de viadutos sobre linhas férreas nas imediações da avenida João Medeiros Filho e das Fronteiras, além de passarelas em áreas próximas das estações ferroviárias e melhorias no sistema de integração do transporte rodoviário e ferroviário. 


RNIMOVEIS
OI - 84-99655-7141 WhatsApp - 84-98737-9062

Notícias