Logo acima da praia de Muriú, em Maxaranguape (51 km de Natal), fica o Cabo de São Roque. Este é o ponto da costa brasileira mais próximo da costa africana, com exceção de Fernando de Noronha.

Entre os 6 km de dunas do passeio pelo litoral norte, outra visão estonteante hipnotiza quem passa próximo ao Cabo. Do lado esquerdo das falésias, logo acima de São Roque, avista-se uma gigantesca floresta de coqueiros e palmeiras, enfeitada pelo horizonte azul e bege de Maxaranguape.

Subindo ainda mais, por entre os passadouros formados pelos cactos facheiros e as faveleiras de pequenas e delicadas flores brancas, fica a praia de Pititinga, em Rio do Fogo (58 km). Passar uma tarde nessa praia, quase sempre vazia, sem vilarejos ou pescadores, pode ser um delicioso encontro com a natureza.

Aproximando-se do município de Rio do Fogo encontra-se um dos locais mais bonitos do norte potiguar. A praia de Punaú dá verdadeiro sentido ao que se entende por paraíso. Os coqueiros que costuram o rebordo da praia, as falésias e a água limpa e verde do mar são cinematográficos. O Rio Punaú, que desemboca na praia, é o corredor de um oásis natural que encanta e convida o viajante a um mergulho.

Descobrimento - Mais ao norte, fica o município de Touros (96 km), um lugar com as lembranças dos primeiros portugueses que exploraram o Brasil. De frente para o mar sereno fica o Farol do Calcanhar, um dos maiores da América Latina com 65 metros de altura. É também onde começa a continental Rodovia BR-101, que se estende até o Rio Grande do Sul.

Touros é alvo de uma polêmica discussão quanto ao descobrimento do País. O escritor potiguar Lenine Pinto, apoiado em pesquisas históricas, defende que foi esse o local onde a frota de Pedro Álvares Cabral primeiro chegou no Brasil. Nos seus dois últimos livros, Ainda a Questão do Descobrimento e Reinvenção do Descobrimento, ele aponta que as armas do brasão português que estão talhadas no marco de pedra que serviu de altar à primeira missa, segundo a descrição de Caminha, são as mesmas que estão no Marco de Touros e na Fortaleza dos Reis Magos, em Natal - dois dos pontos turísticos mais importantes do Estado.

Lenine Pinto, cujas afirmações o tornaram alvo de ataque de muitos estudiosos, ainda diz que o Monte Pascoal que Cabral viu das caravelas, no litoral da Bahia, seria na verdade o pico do Cabugi, no Rio Grande do Norte, localizado entre os municípios de Lajes e Angicos. 


RNIMOVEIS
OI - 84-99655-7141 WhatsApp - 84-98737-9062

Notícias