O Cadastro Estadual de Projetos Eólicos, lançado há pouco mais de um mês pelo Governo do Estado, já cumpre o seu papel. Segundo o Secretário Estadual de Energia e Assuntos Internacionais, Jean-Paul Prates, desde 22 de dezembro, o Cadastro Eólico registra 20 projetos potenciais, além dos dois atualmente em operação no Estado. A estimativa total de potência instalada, somados os novos projetos cadastrados até hoje, já alcança um total de 756 Megawatts (MW).

"Estamos conseguindo depurar os projetos com maior chance de viabilidade em função do que recebemos de informação quanto às credenciais dos grupos investidores proponentes e a viabilidade técnica, econômica e fundiária de cada projeto. Isso nos permitirá coibir a especulação e privilegiar o atendimento aos bons projetos", afirma Jean-Paul Prates. A Secretaria de Energia ainda aguarda a manifestação de alguns grupos empresariais que chegaram a anunciar projetos na imprensa local, mas ainda não oficializaram seu registro no Cadastro Estadual.

A expectativa do governo estadual é de que ainda este semestre o governo federal lance novo leilão para implantação de novas usinas em estados com potencial eólico, como é o caso do Rio Grande do Norte, que concentra as melhores condições para este tipo de investimento. Se consolidados, os projetos estimados para serem implantados em solo potiguar tornarão o Estado auto-suficiente na geração de energia elétrica, saindo da condição de importador para exportador de energia.


RNIMOVEIS
OI - 84-99655-7141 WhatsApp - 84-98737-9062

Notícias