O projeto de duplicação da BR-101, corredor Nordeste, compreende o trecho de Natal (RN) a Palmares (PE), totalizando 336 quilômetros de extensão, com investimento de R$ 1,5 bilhão. Com o PAC, o trecho foi ampliado até Feira de Santana, na Bahia. O trecho visitado por Lula será o KM-111, entre Parnamirim e São José de Mipibu. O projeto também inclui construção de passarelas, pontes e viadutos como o que está sendo erguido ao lado do viaduto de Ponta Negra. “A BR-304 é outra importante via de transporte de cargas que não pode ficar de fora deste programa, por ser uma obra de infra-estrutura fundamental para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e do Nordeste.

Dos mais de R$ 503 bilhões de investimentos previstos pelo governo federal para os próximos quatro anos, 16% serão aplicados na região Nordeste. Entre as obras que contemplam o Rio Grande do Norte estão a construção do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, a duplicação da BR-101, a ampliação do terminal salineiro de Areia Branca, a construção do sistema adutor do Alto Oeste e a implantação de usinas termelétricas. O PAC inclui investimentos públicos e privados, incluindo construção e recuperação de estradas e ferrovias, construção, ampliação e melhorias de portos e aeroportos, construção de gasodutos, usinas de produção biodiesel e etanol, construção de casas e obras de saneamento básico.

Começa a duplicação de outro trecho da BR-101

Mais um trecho da BR-101, na altura do município de Arês até a divisa com o estado da Paraíba, será duplicado. A ordem de serviço para o início imediato da obra foi assinada ontem (24) pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, em sua visita ao Estado. A duplicação da BR-101 foi pauta de inúmeras reivindicações da governadora Wilma de Faria às autoridades federais.

“A duplicação da BR-101 é um projeto muito importante para o desenvolvimento do nosso Estado. Lutamos muito para que a obra tivesse início por aqui. Tanto, que fomos o primeiro Estado a concluir o projeto”, declarou a governadora Wilma de Faria.

A duplicação da rodovia foi assunto de sucessivas gestões feitas pela governadora junto aos ministros Dilma Roussef, chefe da Casa Civil do governo Lula, Alfredo Nascimento, quando este respondia pelo Ministério dos Transportes, e ao próprio presidente Lula.

No início deste ano, quando Lula esteve em Natal para visitar a obras de recuperação e duplicação da BR, Wilma de Faria cobrou agilidade na liberação dos recursos para a execução das obras no trecho Arês-divisa com a Paraíba, que faz parte do segundo lote da BR-101.

São 35 quilômetros que demandarão investimentos da ordem de R$ 177 milhões. Do total dos recursos, R$ 42 milhões já estão empenhados para estes dois últimos meses de 2006 até a votação do orçamento de 2007, segundo informou o ministro. A duplicação da rodovia inclui também passarelas, pontes e viadutos.

‘‘O governo federal tem consciência da importância desta obra para o desenvolvimento turístico e econômico do Nordeste e do Rio Grande do Norte. Não vamos só duplicar a rodovia, iremos também incluir todos os equipamentos necessários, como passarelas, pontes e viadutos’’, enfatizou o ministro.

Diferente da primeira parte da obra, que está sendo executada pelo Batalhão de Engenharia do Exército, o segundo lote será feito em 23 meses por um consórcio de três empresas vencedoras na licitação - A Constran Construções e Comércio, Galvão Engenharia e Construcap CCPS Engenharia e Comércio -, e custará cerca de R$ 177 milhões.

"Para o governo federal não haverá problema de faltar recursos", garantiu Passos. Ele acrescentou que no orçamento do próximo ano serão assegurados mais R$ 800 milhões só para a BR-101 no Nordeste.

O projeto de duplicação da BR-101, corredor Nordeste, compreende o trecho de Natal (RN) a Palmares (PE), totalizando 336km de extensão, com investimento de R$1,5 bilhão. O DNIT prevê a construção de segunda pista em todo o segmento, mais a restauração da pista existente. "Também serão construídas 44 obras especiais, como pontes, viadutos e passarelas, e as pontes velhas serão alargadas.

Está incluída nesta obra, a ampliação do viaduto de Ponta Negra, com previsão de conclusão para dezembro", disse Narcélio Marques, diretor do DNIT. O primeiro lote da obra de duplicação da BR-101 está sendo executado pelo Exército e deve ficar pronto até 2008. São 42km de extensão, onde já foram investidos R$ 107 milhões.


RNIMOVEIS
OI - 84-98947-1265 TIM - 84-99655-7141 CLARO - 84-99405-8484

Notícias