O Rio Grande do Norte será o pólo regional para divulgação do projeto “Aquarela” do Ministério do Turismo, que tem como objetivo analisar as perspectivas de crescimento da atividade no País. O anúncio da escolha do Estado para o lançamento foi feito nesta terça-feira (17) pela ministra Marta Suplicy, em audiência com a governadora Wilma de Faria.

Segundo a ministra, a escolha do Rio Grande do Norte para o lançamento do projeto se deve ao crescimento da atividade turística no Estado e, principalmente, aos investimentos em infra-estrutura que colocam o Rio Grande do Norte como exemplo para todo o país. O lançamento do “Aquarela” deverá acontecer em junho, em Natal, e baseado nos dados divulgados por essa pesquisa, os governadores dos Estados irão saber quais os países que potenciamente podem aumentar o fluxo turístico para o Nordeste e, a partir daí, direcionar suas ações para captação desses novos mercados.

A governadora Wilma de Faria aproveitou o encontro e pediu a parceria do Ministério do Turismo para a implantação de projetos de infra-estrutura turística que somam mais de US$ 8 milhões. Entre as propostas da governadora estão a urbanização de Jenipabu, o saneamento de Pipa e Tibau do Sul, e cursos de capacitação de mão-de-obra. “Nada mais justo para o Rio Grande do Norte – que tem conseguido aplicar bem os recursos na área do turismo – que receber a nossa parceria para novos empreendimentos”, confirmou a ministra.

Marta Suplicy disse que as obras pleiteadas podem ser incluídas no novo projeto de infra-estrutura – semelhante ao Prodetur – que deverá ser lançado a nível nacional e terá recursos estimados em R$ 1 bilhão.

PRODETUR - No encontro, a ministra também ressaltou a agilidade que o Rio Grande do Norte teve na utilização dos recursos da segunda etapa do Prodetur. Ela colocou a equipe técnica do Ministério do Turismo à disposição do Estado para que os projetos da próxima fase do programa já sejam iniciados. “O Rio Grande do Norte é exemplo na gestão do Prodetur 2. E é preciso reconhecer e até citar o Estado como exemplo de gestão desses recursos, pois temos que incentivar os demais Estados para a conclusão dos projetos, porque a próxima etapa desse programa só sairá do papel com o êxito dessa etapa atual”, explicou a ministra.

O Rio Grande do Norte está com 76% dos projetos do Prodetur 2 concluídos ou em fase de execução. A expectativa do Governo do Estado é que até o final do próximo ano todos os 27 projetos sejam concluídos - ou seja, um ano antes do prazo inicial do programa.

O incremento da divulgação do destino Nordeste em outros países também foi debatido pela governadora e a ministra. Wilma de Faria pediu que haja uma maior parceria entre Estados e governo federal nesse trabalho. “É importante que exista incremento da divulgação em novos destinos e recebi a boa notícia da ministra que essa divulgação estará mais forte em países como Espanha, Itália, Alemanha e Inglaterra”, explicou a governadora.

Wilma de Faria estava acompanhada do vice-governador, Iberê Ferreira de Souza, dos deputados federais Fábio Faria, Fátima Bezerra e Sandra Rosado, além dos secretários estaduais Vagner Araújo (Planejamento e Finanças), Fernando Fernandes (Turismo), Marcelo Rosado (Desenvolvimento Econômico) e Larissa Rosado (Agricultura). Nesta terça, a governadora também esteve nos ministérios da Saúde, Transportes e Cidades.


RNIMOVEIS
OI - 84-98947-1265 TIM - 84-99655-7141 CLARO - 84-99405-8484

Notícias