A governadora Wilma de Faria esteve na manhã desta segunda-feira visitando as obras da Ponte Forte-Redinha. Ela embarcou com sua comitiva na balsa de Santos Reis e foi até o local onde estão sendo erguidos os dois blocos centrais no leito do Rio Potengi. “A Ponte Forte-Redinha é muito importante porque vai ligar os litorais Sul e Norte e com certeza vai mudar pra melhor a vida das pessoas de Natal e da Grande Natal. Aliás, vários empresários já estão interessados em investir no Litoral Norte”, diz Wilma de Faria. 

Leia mais...

Nem só de mar e sol vive o mercado imobiliário das casas de veraneio. Corretores apontam que o fator infra-estrutura aliada à disponibilidade dos terrenos tem atraído investimentos, sobretudo estrangeiros em praias do litoral sul e norte. Se em Ponta Negra já é visível o boom imobiliário, em praias como Pirangi a agitação de shows e eventos e a falta de terrenos para construção tem freado a alta no preço dos imóveis da praia. O contrário ocorre nas praias do litoral Norte, onde há grandes faixas de terreno ainda disponíveis.

Leia mais...

De volta ao paraíso. O Rio Grande do Norte tem sido o principal destino dos euros aplicados na aquisição de imóveis nos últimos seis anos, especialmente pelos portugueses. A acentuada demanda desses investidores com moeda forte diante do real e a escassez de terrenos elevaram o custo do metro, em Natal, para o segundo maior da Região Nordeste. Perde apenas para Recife. A diferença de custo entre Natal e João Pessoa (PB) chega a 45%, segundo o Sindicato dos Corretores de Imóveis (Sindimóveis-RN).
Leia mais...

O Brasil recebeu 4.793.703 milhões de visitantes estrangeiros em 2004, um volume 15,99% maior do que no ano anterior, quando foi registrada a vinda de 4.132.847 milhões de turistas. Portugal confirmou o crescimento consistente na participação entre os principais emissores e já é o terceiro mercado para o Brasil. A Alemanha, que vinha ocupando essa colocação, mesmo com expansão no fluxo, desceu na tabela e agora aparece em quinto lugar. Em termos relativos, Angola, Grécia, China e Noruega tiveram os maiores crescimentos ante 2003, com taxas acima de 50%. E a força do mercado chinês contribuiu também para o desempenho por regiões: em conjunto, foram os países asiáticos que apresentaram a maior alta no número de turistas enviados, na ordem de 24,23%.

Leia mais...

O Rio Grande do Norte possui uma área com mais de 53.000 Km2, cerca de 0,62% do território nacional, limitando-se a leste e ao norte com o Oceano Atlântico, a oeste com o Ceará e ao sul com a Paraíba. É um dos nove estados do Nordeste brasileiro.
Leia mais...

Estrangeiros que vêm para fazer negócios, turismo e, cada vez mais, para morar estão injetando uma nova energia no litoral nordestino.

O Nordeste brasileiro encontrou sua vocação: a de ser o paraíso tropical onde europeus gastam e investem seus euros. Portugueses, espanhóis, franceses, italianos, alemães e escandinavos estão invadindo a região para fazer negócios, passar as férias ou para desfrutar a aposentadoria num clima agradável e preços mais em conta do que os europeus. O movimento possui duas vertentes. A primeira é o avanço do turismo residencial. Alguns milhares de estrangeiros estão comprando apartamentos e casas do lado de cá do Atlântico – para veraneio ou mesmo para morar em definitivo. No Ceará, três de cada dez imóveis novos com valor acima de 50.000 reais são adquiridos por estrangeiros. No Rio Grande do Norte, os europeus compraram 40% das casas e apartamentos novos vendidos no último ano.  

Leia mais...
RNIMOVEIS
OI - 84-98947-1265 TIM - 84-99655-7141 CLARO - 84-99405-8484

Notícias